Como tornar a tecnologia uma boa aliada na educação das crianças?

É inegável que tablets, smartphones e outros diversos aparelhos tecnológicos estão presentes na vida das nossas crianças desde cedo. Afinal, vivemos em uma era onde as tecnologias acompanham as novas gerações, seja para brincar, entreter ou comunicar.

Sobretudo durante a pandemia, os recursos tecnológicos tornaram-se essenciais e ganharam uma dimensão ainda mais importante nas nossas vidas: possibilitou a preservação das relações e do processo de aprendizagem em casa, propiciando práticas pedagógicas mais interativas e dinâmicas.

Os benefícios podem ser diversos: a criança desenvolve uma mente mais aberta, expande o vocabulário e absorve informações sobre os mais variados assuntos. Por outro lado, com o uso excessivo das redes digitais, ela pode acabar perdendo importantes habilidades para o seu desenvolvimento.

Com isso, muitos pais se perguntam até que ponto o contato com o mundo virtual pode contribuir efetivamente para a formação do seu filho(a). Se você é um deles e quer saber mais sobre o assunto, confira algumas dicas para potencializar os benefícios do tempo dos estudantes com as tecnologias!

Utilizando a tecnologia ao nosso favor

Existem diversos recursos digitais que permitem um maior contato com novas linguagens e facilitam descobertas: jogos, imagens, vídeos, animações, músicas, cores… Tudo isso faz com o que a criança desenvolva a imaginação e a capacidade de absorver o conteúdo de forma lúdica. 

Os já conhecidos sites de streaming, como Netflix, Prime Vídeo, Disney+ e YouTube, oferecem um excelente catálogo com opções divertidas e educativas para as crianças.

Além de estabelecer limites de uso e de horários, é importante estar por dentro dos conteúdos pelos quais as crianças costumam navegar: a mediação é necessária, mas fica ainda mais divertida quando os responsáveis se divertem e aprendem junto! 

Jogos e plataformas

Jogos e sites com conteúdos educativos são úteis quando gerenciamos o conteúdo e o tempo utilizado. Eles podem estimular a imaginação, criatividade e o raciocínio lógico, além de trabalhar as interações sociais. Existem jogos de tabuleiro, puzzles, quebra-cabeças, jogos científicos e muitos outros. 

O ideal é que os responsáveis conheçam os jogos e as plataformas antes de apresentá-las para as crianças. Veja algumas sugestões:

 1) Escola Games

É um site de jogos educativos com várias atividades para crianças acima de cinco anos. O portal é a opção ideal para quem quer oferecer para os filhos diversão com educação. Todos os games disponíveis são desenvolvidos com apoio pedagógico para facilitar o aprendizado das crianças.

Principais usos:

– Mais de 20 atividades com temas relacionados à língua portuguesa, matemática, inglês e meio ambiente.
– Todos os jogos do Escola Games são gratuitos.
– Design colorido e interativo para tornar ainda mais interessantes as atividades oferecidas

Público-alvo: Fundamentais I e II

2) Hangaroo


O Hangaroo é uma versão do jogo clássico da forca. O objetivo é adivinhar frases contando com a ajuda de letras que você escolhe. Nessa versão são mais de 8500 termos e frases organizados em categorias, como História e Geografia, e em mais de 120 subcategorias.

Principais usos:

– Jogo de adivinhação
– Perguntas de História e Geografia

Público-alvo: Infantil e Fundamental I

 

3) Quick, Draw!

É um jogo on-line desenvolvido pela equipe de Inteligência Artificial do Google. O site desafia os jogadores a desenhar com o mouse, em 20 segundos, um objetivo ou ideia e, em seguida, usa uma inteligência artificial de rede natural para adivinhar o que os desenhos representam. 

Principais usos: Habilidades de desenho
Público-alvo: Fundamental I e Fundamental II

 

4) LyricsTraining

O aplicativo permite aprender inglês e mais 12 idiomas ao assistir videoclipes das suas músicas favoritas! O método de aprendizagem se baseia em completar os espaços com as palavras das letras das canções. O sistema também conta com modo karaokê.

Principais usos:

– Realizar exercícios de preenchimento de lacunas de letras de músicas
– Competir com outros usuários

Público-alvo: Fundamental I, Fundamental II e Médio

5) Google Earth

Viajando sem sair de casa: o Google Earth apresenta um modelo tridimensional do globo terrestre, construído a partir de mosaico de imagens de satélite, imagens aéreas e GIS 3D. Você pode escolher qualquer país do mundo para observar e descobrir suas particularidades. Ótima ferramenta para crianças que têm curiosidade nos mistérios do Planeta Terra.

Público-alvo: Fundamental I, Fundamental II e Médio

6) Quebra-cabeças de lógica


São maneiras rápidas e divertidas de estabelecer relações lógicas: encontrar a mesma cor, forma, bicho, numeral ou solucionar quebra-cabeças visuais podem ajudar no desenvolvimento neurológico dos pequenos.

Alguns apps: Disney Júnior Play, AZZL, Tiny Hands.
Público-alvo: Infantil e Fundamental I

 

Além de trabalhar os potenciais cognitivos, os games e sites educativos também podem estimular o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais: interação, colaboração, empatia e pensamento crítico. Quando aliados às práticas pedagógicas, contribuem para o aprendizado e a busca pelo conhecimento. 

É importante lembrar, no entanto, que é fundamental que os alunos também fiquem off-line, façam trabalhos manuais e desenvolvam suas potencialidades brincando ao ar livre, construindo relações com a família, pintando, desenhando, lendo livros, entre outros. Brincadeiras clássicas, como jogar bola, soltar pipa, pular corda e brincar de amarelinha são excelentes formas de movimentar o corpo, fortalecer a coordenação motora e o raciocínio lógico. 

As adaptações ao mundo virtual são inevitáveis, mas é essencial o equilíbrio para que os recursos tecnológicos não façam as crianças esquecerem do mundo que as cerca! 😉

👉Ainda não faz parte da nossa família? Consulte a unidade mais próxima de você: https://ensinoelite.com.br/unidades/

Escrito por:
Larissa Florentino


Posts relacionados: