5 dicas para se manter motivado nos estudos

Saiba como desenvolver e manter a motivação necessária para estudar.

 

Compreender a origem do que te mantém motivado pode ser o divisor de águas na hora de se dedicar 100% aos estudos. Por isso, é importante saber que existem dois tipos de motivação: a intrínseca e a extrínseca. Se você quer entender essa diferença, continue a leitura e confira as dicas que separamos para te ajudar.

Motivação Intrínseca: Também conhecida como automotivação, é um processo interno e pessoal. Nasce sem a influência de fatores externos e está totalmente ligada à nossa satisfação pessoal e profissional.

Motivação Extrínseca: É gerada pela interferência do ambiente, pessoas ou acontecimentos. Sendo assim, é algo que está totalmente ligado a situações exteriores.

Resumindo: enquanto a motivação extrínseca depende dos outros, a intrínseca depende apenas de você. Ou seja, esse elemento está sob seu controle, e você consegue adquirir esse tipo de motivação de maneira independente. Sendo assim, é extremamente importante ter consciência dos motivos que o impulsionam a estudar e buscar atingir os seus objetivos.

 

5 dicas para encontrar motivação para estudar

 

1- Não procrastine

A procrastinação é uma das causas que mais atrapalha o processo de aprendizado e alcance dos resultados almejados. O primeiro passo é identificar se você procrastina, caso seja o seu caso, tudo bem, fique tranquilo, busque racionalizar o porquê de acontecer. Quando você adquire autoconhecimento para entender quais são os motivos que te levam a deixar de fazer algo importante, como estudar, você também consegue aprender como evitar que isso aconteça.

2- Defina uma meta/objetivo

Estabelecer metas é uma forma de assumir um compromisso com você e com aquilo que você deseja. O que você precisa fazer para conseguir a aprovação no curso que sonha? Faça uma lista, enumere, defina os passos que você precisa seguir e lembre-se do que o rapper Emicida canta: “você é o único representante do seu sonho na face da Terra”.

3- Aplique a autorrecompensa

Isso mesmo que você leu, se recompense pelos seus esforços. Essa pode ser uma excelente maneira de se automotivar. Encarou uma jornada de estudos intensa e proveitosa no final de semana? Permita-se tirar algumas horas da semana para relaxar. Conseguiu finalizar um simulado do Enem em um bom tempo e com boa pontuação? Saia para comemorar com você mesmo ou encontre os amigos. O ócio é tão importante quanto a dedicação. Oxigenar a mente fazendo o que gosta, se autorrecompensando, certamente pode te motivar a dar aquele gás nos estudos.

4- Cuide da saúde

Se alimente bem, invista em frutas e sucos, não perca noites de sono para estudar — o conhecimento não será absorvido com uma mente cansada, faça atividades físicas, respire tranquilamente e esteja em dia com os exames médicos, porque a falta de energia e motivação também podem ser uma questão de saúde física. Uma pesquisa publicada no Scientific American revelou que curtos períodos de exercícios leves, imediatamente após o estudo, melhoram a recordação de novas informações.

5- Use mapas mentais e Apps para inovar o seu processo de aprendizado

Como você organiza as suas ideias e tarefas? Já pensou em utilizar mapas mentais e aplicativos para te ajudar na sua rotina de estudos? Experimente fazer isso, pode ser bastante estimulante, pois os Apps estão cada vez mais didáticos e interativos. Se o processo de aprendizado estiver chato, procure algum site ou App que te ofereça formas diferentes de aprender, você se surpreenderá com a energia que isso pode proporcionar para te ajudar a estudar.

 

Gostou do conteúdo? Acesse o blog Estudo em Dia e tenha acesso a mais artigos como este!

Escrito por:
Amanda Lira


Posts relacionados: