5 filmes para quem ama Matemática

Amada por muitos e temida por tantos outros, a Matemática nos acompanha na trajetória escolar desde a infância e também está presente em nosso cotidiano, sendo uma ferramenta essencial para novas descobertas e tecnologias. 

Conhecer histórias de pessoas que dedicaram sua carreira à ela é uma ótima maneira de aprender sobre a história da disciplina, despertar interesse e incentivar o desenvolvimento das suas próprias habilidades matemáticas.

Grandes nomes, como Alan Turing e Josh Nash, provam que, além de conteúdo ensinado nas escolas e universidades, o empenho com os números pode chegar ao entretenimento, esportes e até mesmo ao espaço! Alguns filmes contam essas biografias de forma fascinante e são fontes de inspiração não apenas para aqueles que amam a matéria, mas também para quem ainda está buscando gostar das equações.

Confira uma seleção de cinco filmes e conheça um pouco mais sobre essa ciência fundamental no nosso dia a dia.

 

O Homem que Viu o Infinito (2015)

Créditos: Reprodução

 

Conta a história real do grande matemático indiano Srinivasa Ramanujan (1887-1920), que trouxe importantes colaborações para o mundo da matemática, como a teoria dos números, aritmética e frações contínuas. O filme também aponta o preconceito de uma época que não aceitava muito bem o pioneirismo de um outsider. 

Mais de um século após a sua morte, as teorias de Ramanujan seguem válidas e aplicadas na economia, evolução de computadores e no estudo dos buracos negros.

Classificação indicativa: 12 anos

 

O Jogo da Imitação (2014)

Créditos: Reprodução

 

Outro filme incrível baseado em fatos reais: a história de Alan Turing, um gênio matemático contratado pela inteligência britânica MI6 para solucionar códigos nazistas, como o “Enigma”, que criptógrafos achavam ser inquebráveis. Após criar uma máquina com sua equipe para decifrá-los, contribuiu para a vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial e se tornou herói.

O longa, porém, vai além da relevância da matemática naquele momento de guerra e mostra a discriminação e o preconceito da época com um cientista que era homossexual. 

Atualmente, Turing é reconhecido como o “pai da ciência da computação”, recebeu indulto póstumo da Rainha Elizabeth, e suas pesquisas e projetos científicos permanecem relevantes para as áreas da matemática, computação e inteligência artificial. 

Classificação indicativa: 12 anos

 

Estrelas Além do Tempo (2016)

Créditos: Reprodução

 

Dorothy Vaughn, Katherine Johnson e Mary Jackson: essas são as três cientistas retratadas no filme Estrelas Além do Tempo, baseado em fatos reais. A obra mostra a trajetória de transformação e inovação de três mulheres negras que, na época da Guerra Fria, ajudaram os Estados Unidos a levar o homem para o espaço. 

O filme também revela a realidade dessas mulheres trabalhando na NASA no período ainda de segregação racial, lutando bravamente contra o machismo e racismo.

Classificação indicativa: livre

 

X + Y – A Brilliant Young Mind 

Créditos: Reprodução

A obra é baseada na vida de Daniel Lightwing, que teve sua história contada no documentário da BBC Beautiful Young Minds, dirigido pelo mesmo diretor. Natan Ellis, personagem principal, é um garoto que possui Síndrome de Asperger e tem dificuldades em se relacionar socialmente, mas descobre conforto nos números e padrões matemáticos. 

Seu professor percebe sua genialidade e o encoraja a participar da Olimpíada Internacional de Matemática. Aos poucos, o jovem também desenvolve complicadas equações do amor, amizade, família, perdas e esperança.

Classificação indicativa: 13 anos

 

Uma mente brilhante (2001)

Créditos: Reprodução

 

Esse longa bastante conhecido ganhou o Oscar de melhor filme em 2002 e é inspirado na história do matemático John Nash, vencedor do prêmio Nobel de Economia em 1994. Ele foi pesquisador na Universidade de Princeton na área da geometria diferencial e equações diferenciais parciais, além de autor da Teoria dos Jogos um ramo da matemática aplicada que estuda situações estratégicas. O filme também conta como um portador de esquizofrenia aprendeu a conviver com suas questões.

Classificação indicativa: 13 anos

 

Filmes que inspiram são uma ótima maneira de aprender sobre a disciplina e, quem sabe, se apaixonar por uma profissão que você nunca tinha cogitado! Além disso, buscar novas visões da Matemática é importante para perceber que ela não é um bicho de sete cabeças que muitas pessoas pintam por aí. Ela está no nosso dia a dia e é primordial para o desenvolvimento do raciocínio lógico, solução de problemas, capacidade de investigação, entre outros. 

Por isso, acreditamos que o ensino da disciplina deve ser feito de forma contextualizada e prática, oferecendo para além da teoria e abstração aos nossos alunos. Procuramos sempre inovar nos métodos e ferramentas de maneira que os estudantes consigam entender as aplicações e as utilidades da matéria.

 

👉Se você ainda não faz parte da nossa família, faça a inscrição no nosso Bolsão 2021 e ganhe até 90% de desconto! bit.ly/Bolsao2021

Escrito por:
Monica Manhaes


Posts relacionados: