19 de abril: cinco escritores indígenas para conhecer

No dia 19 de abril, é comemorado o “Dia do Índio” — data do Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, em 1940, onde lideranças indígenas reuniram-se para discutir pautas a respeito da pós-colonização, políticas públicas e direitos dos povos indígenas. Instituída no Brasil em 1943 pelo então presidente Getúlio Vargas,  a celebração tem como objetivo preservar as memórias indígenas e fomentar a reflexão crítica sobre as relações de poder estabelecidas a partir da chegada das civilizações europeias no nosso continente. A nomenclatura Dia do Índio, porém, vem sendo bastante questionada ao longo desses últimos anos. Para o indígena e doutor em Educação pela USP Daniel Munduruku, o nome corrobora para consolidar estereótipos sobre a população indígena e poderia ser substituído por “Dia da Diversidade Indígena”.  Em sala de aula, temos trabalhado as culturas indígenas trazendo linguagem, música, culinária e literatura para enriquecer os aprendizados dos nossos alunos. O assunto é importante não só para entender os preconceitos enfrentados pelas comunidades ainda hoje, como também para conhecer a luta contínua por reconhecimento e direitos.  Visando incentivar o pensamento crítico e apresentar figuras que têm contribuído em diferentes áreas da literatura indígena, trouxemos indicações de cinco escritores que contam histórias a partir da perspectiva dos povos originários. Vamos lá?   Ailton Krenak Crédito: reprodução/Companhia das Letras Ambientalista, escritor, filósofo e ativista, Krenak é uma liderança indígena importante há mais de 30 anos. Traz debates estruturais sobre a economia, a natureza e o modo de vida que levamos atualmente, abordando um viés de rupturas e pontuando a importância de preservarmos a […]



5 filmes para quem ama Matemática

Amada por muitos e temida por tantos outros, a Matemática nos acompanha na trajetória escolar desde a infância e também está presente em nosso cotidiano, sendo uma ferramenta essencial para novas descobertas e tecnologias.  Conhecer histórias de pessoas que dedicaram sua carreira à ela é uma ótima maneira de aprender sobre a história da disciplina, despertar interesse e incentivar o desenvolvimento das suas próprias habilidades matemáticas. Grandes nomes, como Alan Turing e Josh Nash, provam que, além de conteúdo ensinado nas escolas e universidades, o empenho com os números pode chegar ao entretenimento, esportes e até mesmo ao espaço! Alguns filmes contam essas biografias de forma fascinante e são fontes de inspiração não apenas para aqueles que amam a matéria, mas também para quem ainda está buscando gostar das equações. Confira uma seleção de cinco filmes e conheça um pouco mais sobre essa ciência fundamental no nosso dia a dia.   O Homem que Viu o Infinito (2015) Créditos: Reprodução   Conta a história real do grande matemático indiano Srinivasa Ramanujan (1887-1920), que trouxe importantes colaborações para o mundo da matemática, como a teoria dos números, aritmética e frações contínuas. O filme também aponta o preconceito de uma época que não aceitava muito bem o pioneirismo de um outsider.  Mais de um século após a sua morte, as teorias de Ramanujan seguem válidas e aplicadas na economia, evolução de computadores e no estudo dos buracos negros. Classificação indicativa: 12 anos   O Jogo da Imitação (2014) Créditos: Reprodução   Outro filme incrível baseado em fatos reais: […]



8 escritores brasileiros contemporâneos para conhecer

Muitos autores brasileiros conquistaram o mundo e se tornaram grandes referências em seus respectivos gêneros: Machado de Assis, Manuel Bandeira, Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade, entre outros. Como expoentes representantes do passado, é sempre importante reconhecer a importância de suas obras e a relevância cultural que trouxeram. Engana-se, porém, quem acredita que os anos de ouro da literatura brasileira acabaram.  Os atuais escritores brasileiros são potentes, criativos e se dividem em um universo infinito de temas e estilos. Através do alcance das redes sociais, muitos talentos, que sucumbiam à falta de verba para publicar as suas obras, conquistaram espaço no mercado e a atenção do público.  Seja por apresentações de poemas que repercutiram na internet, seja por textos publicados em fanfics ou e-books, artistas com múltiplas habilidades — e por vezes multiartistas — têm conquistado prêmios e ganhado destaque por aqui e pelo mundo. Por isso, trouxemos algumas indicações de leitura que vão te inspirar, te fazer refletir e, quem sabe, expandir a sua visão sobre o mundo. Vamos lá? Sérgio Vaz Morador de Taboão da Serra (SP), Sérgio Vaz é escritor, agitador cultural, um dos criadores do Sarau da Cooperifa e autor de oito livros, entre os quais estão: “Subindo a Ladeira Mora a Noite”, “Colecionador de Pedras”, “Literatura, Pão e Poesia” e “Flores de Alvenaria”. 📚Para começar, indicamos a obra: “Literatura, Pão e Poesia” (2011), que  nos conta a difícil relação entre o centro e os bairros esquecidos das cidades por meio de crônicas, poesias e contos. Crédito: Reprodução “Literatura, Pão e Poesia” […]



Cinco atividades para você se divertir com as crianças nas férias

Todos sabemos que lidar com a energia das crianças nas férias requer inovação e criatividade! Além das brincadeiras e dos desenhos que as crianças já produzem normalmente, esse é o momento ideal para realizar atividades educativas, que ajudam a passar o tempo vago e valorizam o afeto e o dia a dia familiar. Confira cinco atividades para fazer com os pequenos neste período de recesso: Momento horta: do Elite para casa Nós valorizamos muito essa atividade e, por isso, a inserimos em nossa grade curricular.  As hortinhas são os “xodós”, e nossos alunos já estão craques no plantio. Então, por que não expandir esse conhecimento aprendido em sala de aula para o ambiente familiar?  O “Projeto Horta” valoriza o contato das crianças com a natureza e proporciona benefícios importantes, como a apuração dos sentidos, a criação de consciência ecológica e o incentivo à alimentação saudável. Os processos de crescimento das plantas e rega diária também ensinam a importância do cuidado e do tempo de cada coisa. Por isso, é importante que eles acompanhem todo o progresso: desde a germinação até o cultivo. Além de passar um tempo com a criança, ainda é possível colher os frutos, ou melhor, as hortaliças desse trabalho. 🙂   “Eu” do futuro Que tal ajudar a criança a escrever uma carta destinada a ela mesmo no futuro? Peça para que ela escreva o que desejar: os grandes sonhos, o que mais gosta de fazer na escola, sobre os amigos, quais os brinquedos ou brincadeiras que mais gosta. A cartinha também pode […]