Muito além do brinquedo: como aproveitar o mês das crianças com atividades que estimulam a educação

O mês de outubro é marcado pela celebração do Dia das Crianças, e todo ano surgem dúvidas sobre qual seria o presente ideal. Independentemente da escolha, a melhor maneira de comemorar é deixar a imaginação dos pequenos fluir. Continue a leitura e descubra o impacto das brincadeiras no desenvolvimento do seu filho.

 

Piaget, um dos grandes nomes da Pedagogia mundial, dizia que a atividade de brincar é indispensável à prática educativa por ser um meio que contribui e enriquece o desenvolvimento intelectual. O lúdico passa a fazer parte dos processos de ensino e, de maneira espontânea, permite ao pequeno sonhar, fantasiar, realizar desejos e aprender a lidar com frustrações.

Por meio das brincadeiras, o seu filho poderá exercitar a criatividade, raciocínio lógico e a socialização com outras crianças e adultos. É o momento propício para desbravar os conhecimentos do mundo ao seu redor e formar sua autonomia.

Os brinquedos com regras tornam-se cruciais para o desenvolvimento de estratégias de tomada de decisões. Jogos como dominó, xadrez, baralho e até mesmo o quebra-cabeça possuem potencial pedagógico por exigirem do participante uma autoavaliação sobre suas ações.

Nossa dica é aproveitar a celebração do mês das crianças e chamar todos de casa para brincar! Separamos cinco atividades ideais para serem praticadas em grupo: são garantia de diversão e de muito aprendizado.

 

3 brincadeiras para aprender em família

Jogo da Memória

O embaralhamento das figuras e a at   enção necessária para lembrar suas posições auxiliam o desenvolvimento do raciocínio lógico, noção espacial e, principalmente, memória fotográfica. Embora o raciocínio lógico se desenvolva mais a partir dos 5 ou 6 anos de idade, estimulá-lo durante as primeiras fases da infância trará mais benefícios a longo prazo.

Você pode tornar essa experiência ainda mais divertida e criar o seu próprio jogo da memória em família! Não sabe por onde começar? Confira o vídeo do Clubinho Carinhoso e se inspire.

7 Erros

O mais conhecido é o modelo em que duas imagens semelhantes são apresentadas, e o jogador precisa identificar as diferenças. Agora, a mania entre a criançada é tirar do papel e trazer para um cenário real.

A ideia é a seguinte: escolha um cômodo da casa ou um móvel cheio de enfeites. Quanto mais informações visuais, melhor. Os jogadores precisam observar o local escolhido por até 1 minuto ou um pouquinho mais, dependendo da idade da criança. Enquanto os jogadores aguardam em outro local da casa, uma outra pessoa entra em cena assumindo a missão de alterar sete objetos de lugar. Pode ser um desafio individual ou em grupo, vocês escolhem. O importante é trabalhar a capacidade de percepção e memória, além de se divertir!

Contar histórias

A prática de contar histórias favorece o universo lúdico da criança e proporciona benefícios como a melhora da compreensão, o desenvolvimento da linguagem e a expressão gestual e oral dos pequenos.

Que tal potencializar o aprendizado e contar histórias por meio de um teatrinho de fantoches? Assim, a atividade fica mais dinâmica e divertida. Pode ser a adaptação de um livrinho infantil ou deixar seu filho criar o próprio enredo. Aproveite para criarem juntos o cenário e os bonecos, vale até usar meias customizadas!

Clique aqui e acesse o eBook exclusivo do Elite com dicas para estimular a leitura do seu filho em casa.

 

Família se divertindo junto é o maior presente

As atividades lúdicas em família são extremamente importantes para o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças. Lembre-se de que o foco não é o resultado da brincadeira ou se as regras foram seguidas de forma impecável. O mais importante é criar memórias e fortalecer os vínculos afetivos, imprescindíveis para que a criança tenha um desenvolvimento pleno e saudável.

As brincadeiras em família estreitam as relações, sendo uma oportunidade para aprenderem aspectos fundamentais para o crescimento, como o reconhecimento do outro, a noção de compartilhar e o respeito.

Aproveite o momento para conhecer mais sobre os gostos do seu filho. Também pode ser uma chance para você apresentar e reviver suas brincadeiras favoritas de infância. No fim das contas, o maior presente é o tempo que vocês irão aproveitar juntos.

 

Gostou do conteúdo? Para ler mais artigos que te ajudem a melhorar a relação com seu filho, acesse o blog Guia do Futuro 🙂

Escrito por:
Amanda Lira


Posts relacionados: