Competências da redação Enem: saiba como obter o total de pontos

No exame, cada competência corresponde a um conjunto de habilidades que os estudantes devem demonstrar possuir ao longo de suas produções.

 

A redação é uma das etapas mais desafiadoras do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), afinal, trata-se da única avaliação “aberta” do exame, que exige habilidades específicas dos candidatos. Para avaliar os textos com transparência e acurácia, o Enem se utiliza de uma série de critérios, divididos em competências. 

Atualmente, as competências cobradas na avaliação da redação do ENEM são as seguintes:

Saiba mais sobre cada uma delas abaixo.

 

Competência 1

A Competência 1 avalia se o participante domina a modalidade escrita formal da língua portuguesa, exigida nos textos dissertativo-argumentativos. Portanto, para alcançar o total de pontos dessa habilidade, é necessário apresentar estrutura sintática excelente e até, no máximo, um desvio de estrutura sintática. 

Aqui, é fundamental ficar atento às regras de ortografia e de acentuação gráfica regidas pelo atual Acordo Ortográfico. A fluidez da leitura também é um ponto bastante importante e considerado pela banca.

Para evitar desvios, fique atento aos seguintes aspectos:

Em geral, os principais desvios desta competência estão relacionados a períodos incompletos, pontuação “quebrando” os períodos, ausência de predicado para o sujeito criado, falta de organização sintática e excesso, repetição ou ausência de palavras.

Já com relação às convenções da escrita e gramaticais, as principais dificuldades têm a ver com o uso das expressões “a”, “há” e “à” e de outros vocábulos, como os “porquês”, “senões”, entre outros. O uso da vírgula também costuma ser um desafio entre os estudantes.

Para evitar perder pontos nessa competência, treine bastante a escrita, redija seu texto com atenção e não deixe de revisar seu rascunho no dia da prova. Afinal, muitos erros dessa habilidade ocorrem apenas por distração.

 

Competência 2

Neste tópico, é avaliada pela banca a devida compreensão da proposta de redação, ou seja, do  tema que deve ser desenvolvido ao longo da dissertação. Para atender a essa competência, mais do que elaborar um texto de caráter expositivo, é importante assumir claramente um ponto de vista. 

Dois grandes erros que devem ser evitados nesta competência são o tangenciamento do tema e o desenvolvimento de um assunto distinto do determinado pela proposta. Levantamos algumas recomendações para que você atenda plenamente às expectativas da banca em relação à Competência 2:

 

Competência 3

Esta competência está ligada à capacidade de compreensão do tema e à forma como o inscrito utiliza o seu próprio repertório sociocultural para abordá-lo. A preparação para este item parte da vivência e das experiências adquiridas ao longo da vida, que podem ser potencializadas por meio de exercícios de leitura, debates e outras estratégias. Nessa competência é esperado que o aluno organize o conhecimento que possui em defesa de um ponto de vista pessoal dentro do tema estipulado.

A nota zero é atribuída à prova de redação do candidato que apresenta informações, fatos e opiniões não relacionados ao tema, sem que haja defesa do ponto de vista. O desempenho precário do inscrito é percebido quando há pouca relação dos dados apresentados com o tema e, ainda, opiniões incoerentes, que levam o autor a não defender um ponto de vista. 

Nesta competência é muito importante estar atento aos dois tipos de coerência do texto. A coerência externa diz respeito à relação do texto com seu contexto, isto é, com sua situacionalidade. No caso da dissertação do ENEM, o texto não pode apresentar informações imprecisas ou inventadas, sob o risco de perder sua coerência externa.

Já a coerência interna diz respeito à interrelação existente entre as partes do texto, sem ambiguidades ou contradições. Afinal, a redação deve ser confeccionada por períodos e parágrafos que se articulem, construindo um todo. 

Para obter nota total nessa competência, siga algumas dicas:

 

Competência 4

A Competência 4 do Enem analisa a coesão textual das frases e dos parágrafos do texto. Ou seja, o avaliador verifica os recursos usados nas redações para unir os períodos e parágrafos e para retomar ideias evitando a repetição de palavras. 

Para ter um bom desempenho nesta competência, a dica é rever os conceitos de coesão recorrencial e coesão progressiva. A partir deles, você poderá identificar mecanismos e conectivos que te ajudarão a apresentar, retomar ou unir ideias e termos do seu texto. Uma segunda dica bastante importante é não utilizar expressões soltas, sem necessidade no contexto da sua redação.

 

Competência 5

É nesta competência que se verifica o posicionamento crítico do candidato, a sua argumentação a favor de um ponto de vista e a sua proposta de intervenção para o problema apresentado. Nesta competência, também é verificado o respeito aos direitos humanos, balizado por documentos como a Constituição brasileira, as Diretrizes para Educação em Direitos Humanos, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Carta da ONU e a Declaração de Durban. 

A proposta de intervenção avaliada nesta competência, deve trazer ações que busquem, mesmo que minimamente, enfrentar o problema apontado ao longo do texto ou intervir na situação de modo a modificá-la. Essa proposta deve ser detalhada, permitindo ao leitor o julgamento sobre sua exequibilidade. Alguns elementos são essenciais na proposta de intervenção: a ação interventiva em si, o agente, o modo/meio de execução dessa ação, seu efeito e um detalhamento. 

Separamos abaixo mais informações sobre os elementos que devem acompanhar a sua ação proposta:

 

Embora, de fato, abarquem muitos detalhes, as competências da redação do Enem servem como uma bússola, que deve direcionar os caminhos que você deve percorrer durante a sua escrita. 

Não se esqueça: consuma diferentes tipos de conteúdo, treine bastante sua redação e revise seus textos. Assim, você estará cada dia mais próximo de alcançar a sua nota mil!

 

Quer saber como o Elite pode te ajudar no Enem? Clique aqui e conheça o nosso Pré-Vestibular.

Escrito por:
Amanda Lira


Posts relacionados: