Dicas para manter a saúde mental durante a quarentena

Estamos passando por um momento conturbado e único. Não só nós, mas o mundo todo. O novo Coronavírus levou o planeta a repensar na sua forma de trabalhar, de estudar, de sociabilizar, de consumir e até de andar na rua.

Mas até quando essa rotina será necessária? Ninguém sabe ao certo.

Essa é uma situação completamente nova para todos, rodeada de incertezas e sentimentos. E nesse caminho, uma parte muito importante da nossa vida pode acabar sendo afetada: a saúde mental. Mais do que nunca, precisamos cuidar dela com muita calma e afeto. Para iniciar e lhe ajudar nesse processo, separamos algumas dicas que podem ser encaixadas na sua rotina:

 

 

Aqui o foco não é pensar necessariamente na sua forma física, mas cuidar da sua saúde. O exercício físico, mesmo que moderado, oxigena o cérebro e libera endorfina, o hormônio responsável pelo nosso bemestar e humor. Sabe aquela sensação gostosa depois de uma atividade física? É ele atuando. 🙂

Primeiro escolha um estilo de exercício que você goste e te motive. Depois separe um lugar tranquilo na sua casa — pode ser a sala, quarto, varanda ou quintal. Agora é só procurar nas redes sociais por academias ou profissionais com aulas do seu gosto. Alunos do Elite contam com as atividades direcionadas por seus professores de Educação Física.

É possível encontrar bastante material no Instagram e no YouTube. Um exemplo legal é se exercitar dançando com o FitDance ou, se você tiver um pequeno em casa, o FitDance Kids! Deixe sempre um horário separado no dia para essa atividade. Firmar um compromisso é importante para que você cumpra a tarefa!

 

 

Somos seres sociáveis. A gente precisa ter contato com outras pessoas. Mas como interagir a quilômetros de distância durante essa pandemia? A videochamada é uma alternativa de contornar a saudade. Você pode fazer uma festa com amigos, almoçar com os tios ou até cantar parabéns para o colega do Elite! Existem alguns aplicativos para isso. Um deles você já deve possuir, o WhatsApp. Além dele, Google Meet ou o Zoom são ótimas opções, principalmente por aceitarem até 100 pessoas simultaneamente na mesma sala. Isolamento social não quer dizer isolamento afetivo!

 

 

Essa é uma prática ancestral, que ajuda a nos localizar no aqui e agora. A meditação auxilia em tirar o foco da nossa mente de situações passadas ou futuras geradoras de estresse. De forma pontual, a meditação ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade, além de fortalecer nossa mente para enfrentar os desafios do cotidiano. Você pode começar com a ajuda de alguns aplicativos, como o Headspace ou o Medite.se. E sabe quem já começou a praticar? Nossos pequenos do Elite CEB. <3 

 

 

A gente está tão acostumado a acolher o outro. Mas e nós mesmos? Empatia serve também para a pessoa que você vê todos os dias no espelho! Precisamos entender que tudo bem se você não estiver tendo um bom dia, ainda mais no contexto atual. A felicidade é muito mais do que sorrir o tempo todo: ela vem também de dentro. Tente respeitar, na medida do possível, suas necessidades emocionais. Se necessário, pare o que estiver fazendo e peça ajuda para as pessoas que você mais confia. E saiba que o amanhã sempre vem com novas oportunidades!

 

 

Desde o momento que você acorda até a hora de dormir, grande parte das notícias que você vê é sobre um único assunto: Covid-19. Precisamos nos informar sobre isso e fazer nossa parte, mas saiba que o noticiário vai além do vírus! Tente marcar horários para se atualizar, principalmente sobre o novo Coronavírus, de forma que isso não seja feito antes de dormir — esse é o seu momento de relaxar. E sempre procure por fontes confiáveis e oficiais, fugindo das fake news disseminadas pelas redes sociais. 

Esse é um momento de mudanças, mas sairemos mais fortes dele. Estude bastante, durma bem, veja suas séries, converse com quem ama e se cuide! E se tudo estiver muito pesado para você, busque ajuda. Seja de um profissional da saúde, seus pais ou amigos. 

Fique bem e conte com a gente.

 

Leia também:

Dicas para transformar o quarto numa sala de aula

Novos hobbies? Uma lista que vai te ajudar

Escrito por:
Maria Clara Cabreira


Posts relacionados: